8 de agosto de 2008

Tocando a bola

Depois de 3 semanas de férias e mais alguns dias colocando o trabalho em ordem, é hora de retomar as atividades nesta bodega. Aliás, é melhor eu recomeçar logo, porque ela e ele estão me cobrando, e eles não pedem, mandam.

Pitacos rápidos:

- Hoje é a abertura das Olimpíadas de Pequim (escrevo exatamente durante a festa, espetacular). Estou começando a concordar, mesmo que parcialmente, com alguns que levantam paralelos entre esses Jogos e os de Berlim, em 1936. Claro que, apesar de todos os defeitos do autoritário regime chinês, ele não se iguala à tirania nazista. Mas a obsessão em vender uma imagem que, sabemos, é essencialmente de fachada abre espaço para as comparações.

- O STF tomou esta semana duas decisões relevantes, ainda que polêmicas. Primeiro foi a garantia de registro das candidaturas de políticos que respondam a processos judiciais ainda sem decisão definitiva. Depois foi a restrição ao uso de algemas por autoridades policiais. Sem entrar no mérito da correção jurídica das decisões (que até aceito existir), ambas passam uma mensagem ruim para a população de que as leis no Brasil protegem especialmente os poderosos, se não na sua letra, pelo menos em sua aplicação.

- Também nesta semana tive uma agradável surpresa, daquelas que a Internet proporciona de vez em quando. Descobri que um dos blogueiros que mais admiro, e que é minha leitura diária obrigatória, o ainda não devidamente exaltado Hermenauta, foi aluno de uma instituição de ensino e formação profissional que eu também frequentei, com alguns anos de diferença. Eu sempre achei que naquele estilo de escrever tinha algo familiar...

- E vimos ressurgir das profundezas um monstro digno dos piores filmes trash. Nada menos do que o cabo Anselmo resolveu dar o ar de sua (des)graça, e anunciou que pretende se candidatar à Presidência da República com um discurso de extrema-direita. seria cômico se não fosse trágico...

- E pra terminar por agora, alguém por favor me indique um pai-de-santo com retrospecto invejável e que possa assumir o encargo de salvar dois (eu disse dois) times do rebaixamento. Um na Série A e outro na Série B. Peço agilidade na informação e depois no serviço, pois a coisa já está pra lá de desesperante...

5 comentários:

Fulana de tal disse...

como vc deixou o endereço no QL, escolhi vc para fazer uma visita.

anrafel disse...

Luiz, salve, salve.

Se você encontrar o pai-de-santo, recomende o meu Fluzão.

E esse filho-de-uma-égua do Cabo Anselmo (com licença da má palavra) vai se candidatar por que partido? Pelo Clube Militar?

Hermenauta disse...

Deve ser o efeito-Schimitão. :)

Manda aê teu zé mail!

ohermenauta@gmail.com

Pax disse...

Grande Luiz,

volta em grande estilo,

excelente post.

Procure teu pai de santo pros teus times que procuro pra benzernos dos cabos da vida não vida.

Pax disse...

benzer-nos